28 de dezembro de 2008

Incerto

As vezes me vejo perdido no meu próprio mundo, me dá uma vontade de sair dirigindo em uma estrada de três faixas, seguindo a faixa do meio só para olhar as riscas no chão passando e passando, é como cair olhando para o chão sem conseguir ver, sem saber quanto tempo ainda tem de vida, é como sentar em uma mesa de bar e no meio de tantas discussões não conseguir pensar em nada, não ouvir nada.
Me sinto perdido, parado, estacionado. Quero corresponder as expectativas que me pedem, sou mecânico, estático, comandado. Procuro agir de forma natural, mais faço exatamente aquilo que não devo, sufoco quem eu gosto, sinto carência de quem está perto, não sei demonstrar o que sinto, não sei procurar o que busco. Estou perdido, nú no escuro, sozinho.
Só preciso que me compreendam, que esperem um minuto, pois amanhã, volto a ser eu mesmo e você se estiver ao meu lado, vai sentir novamente o meu abraço quente.

24 de dezembro de 2008

Feliz Natal


E hoje começa o natal, uma das festas católicas mais importantes, hoje teoricamente é o aniversário do nascimento de Jesus Cristo, Filho de Deus.
Então alguém me pergunta, mais você não é Ateu?
Sim, sou sim, mais não vejo o natal como uma festa religiosa, mais sim uma festa da família, porque nessa data como poucas ocasiões, a minha familia se reuni por completa, trocamos presentes, comemoramos, comemos uma boa comida, cada um com sua crença no dia, e isso não é discutido a mesa, pois venho de uma família católica e respeito o que cada um pensa quanto ao natal, e tem as criança, tem coisa mais bonita do que ver uma criança abrindo um presente e pulando de alegria?
É isso que acredito que seja o natal, renovação...
Um Feliz Natal a todos...


21 de dezembro de 2008

Ampulheta




A gente passa muito tempo pensando, tentando entender o coração, e esquece de prestar atenção na própria vida que está acontecendo nesse momento, percebi que nem sempre é possível se entregar ao que o coração pede, mais podemos dar a ele uma nova oportunidade, uma nova chance.
É como uma ampulheta, que vai transferindo a areia pro outro lado, e você pode decidir para que lado ela está virada, e o tempo é sábio e conselheiro, e a areia vai descendo e descendo, e o outro lado da ampulheta, aquele que você teria deixado passar despercebido se tivesse ouvido o seu coração se torna o seu coração, e com o tempo, ele pode ser preenchido por completo.
É nisso que acredito agora, e é assim que vou viver minha vida, acreditando que nesse final de semana virei a ampulheta pro lado correto, agora é só esperar a areia descer.

15 de dezembro de 2008

Quarto Escuro

Você acorda no meio da noite e seu quarto está completamente escuro, senta-se na sua cama esperando que as pupilas dilatem mais de nada adianta, então começa a se desesperar, você quer sair do quarto, mais se encontra em total desespero, tem medo das trevas, apesar de estar no seu quarto, está com medo do que não vê, então você se desespera...

Feche seus olhos, sei que não fará nenhum diferença, mais você pode se enganar, a consciência de estar com os olhos fechados, faz com que a escuridão em volta seja menos assustadora, agora você está no seu quarto, apenas com os olhos fechados, então procura se concentrar, você conhece todos os móveis, objetos, suas disposições, tamanhos, exatamente tudo, é seu lar, seu abrigo, não à o que temer.

Concentre-se, se localize, lembre onde está, procure andar um passo de cada vez, siga em direção ao interruptor, vá apalpando os móveis, devagar, mantenha os olhos fechados, apenas brincando de ser cego, então... você chega a luz e a acende, e seu quarto não é mais sombrio, e tudo que te afligia se passou, você está bem, sem medo, sem temos, está na luz.

Agora aplique isso na sua vida!

14 de dezembro de 2008

Amigos

Achei na internet um poema que fala sobre amizade, e como hoje estou sentindo muita saudade dos meus velhos amigos, aqueles que tenho a muitos anos que viveram vários momentos felizes ao meu lado, é pra eles esse poema e também para os novos que fiz e que irei fazer.

"Amigos de verdade?

Amigos de verdade não sei se tenho,
Acredito na amizade verdadeira,
Mais no momento ela me falta!
Sinto saudade do que acontecia...
Conversas paralelas, discussões repentinas,
Gargalhadas gostosas, abraços apertados,
Risos sem graça, choros desesperados...
Ah, meus amigos...
Dizíamos frases feitas, mais no fundo eram mais que verdade...
Um simples: ”EU TE AMO” se tornava uma grande declaração...
Em momentos de desespero era deles, só deles o meu tempo...
Não tínhamos medo da má interpretação dos outros.
Para nós o que importa é o que sentiamos uns pelos outros...
Saudades de todos os olhares perdidos,
Porem encontrados por amigos de verdade.
Sei que com o tempo ficaremos perdidos entre si.
Quando nossos filhos perguntarem:
-Quem são essas pessoas?

Com muita saudade, porém orgulho, responderei:
-São meus velhos amigos!”
Com o tempo o contato será mais difícil
Porém em pensamentos estaremos sempre perto!

Beatriz Brum"

12 de dezembro de 2008

Instânte

Sabe aquele segunda quando se conhece uma pessoa, quando se olha nos olhos a primeira vez, aquele segundo onde já estamos na defensiva, aquele exato segundo onde conseguimos perceber que jogo será jogado.

Ah sim esse instante é tão confuso e ao mesmo tempo tão sábio, nos passa tantas informações que no momento seguinte vem uma tempestade de idéias e assimilações de instantes passados, sim o julgamento da pessoa com o instante do seu olhar.

É difícil ser diferente disso, e o mais difícil talvez seja, ser imparcial, justo, neutro...

Somos todos juízes quando o assunto é conhecer, mais como todos já devem ter ouvido falar:
"A primeira impressão é a que fica".

10 de dezembro de 2008

Frase

Só uma frase do imortal John Lennon, que tem tudo a ver com o que estou vivendo agora...

Amo a liberdade, por isso deixo as coisas que amo livres. Se elas voltarem é porque as conquistei. Se não voltarem é porque nunca as possuí.


8 de dezembro de 2008

Campeão


Parabéns São Paulo, é por essas e outras que tenho orgulho de ser São Paulino...


Primeiro Hexa e primeiro TriCampeão do Brasil.


6 de dezembro de 2008

Omissão!

Algumas palavras são tão dificeis de serem ditas, mais porque existe tanta dificuldade em dizer simples palavras, seria a pronuncia, o sotaque, a dicção, ou até mesmo a forma de dizer...

Não acho que tais palavras sejam dificeis de serem pronunciadas no vazio, mais o medo de usa-las vem das consequências, consequências talvez desejadas, mais o incerto nos amarra as mãos de uma forma que não conseguimos dezatar os nós, a vida não é simples, e viver é falar...

Por que é mais facil ofender do que agradar, porque é mais simples fugir do que enfrentar, estamos nos distânciando dos nossos corações, e aprendendo a ser máquinas, aprendendo as nos moldar, exatamente como os imperadores desejam, vamos todos dar as mãos e viver nesse mundo perfeito de fulga, vamos todos dar as mãos e enchergarmos o mesmo quadro da mesma forma, vamos todos dar as mãos e orarmos pros mesmos deuses, vamos ser manipuláveis, marionetes, formigas operárias, vamos deixar de viver, deixar de dizer, deixar de sentir, vamos apenas ser o que eles querem que sejamos, vamos... todos juntos.... MORRER!

5 de dezembro de 2008

Lágrimas



Uma lágrima nos olhos podem nos dizer muitas coisas,
uma lágrima escorrida rápida pela bochecha nos mostram a tristeza,
uma lágrima tímida no canto dos olhos decisão,
uma lágrima que vai direto ao chão pode ser raiva,
uma lágrima que apenas molham os olhos confissão...

Cada lágrima tem seu valor, seja para o bem ou para o mal,
cada lágrima tem seu peso na vida de quem a vê,
cada lágrima tem uma atitude, para quem a derrama,
cada lágrima pode influenciar uma decisão.


E você tem lágrimas nos olhos?

3 de dezembro de 2008

Amanhã!

Eu li um famoso livro um tempo atrás, chamado "O Segredo", ele explica basicamente sobre a teoria da atração e apresenta possíveis provas sobre como ela funciona, vou tentar abordar meu ponto de vista sobre essa teoria que já havia sido elaborado antes mesmo dessa leitura e só ganhou mais reforço com a mesma.

Eu sempre julguei que o Homem é responsável pelo seu destino, como em uma passagem do filme Matrix quando Neo e Morpheus conversam.
Morpheus:
- Você acredita em destino Neo?
Neo:
- Não
Morpheus:
- E porque não?
Neo:
- Porque não gosto da idéia de que o homem não pode mudar seu futuro.
é mais ou menos assim...

Também li uma reportagem que mostrava a diferença entre os Brasileiros e os Americanos, mais só uma citação nos interessa agora.
"O Brasileiro costuma definir seu fracasso como desejo divino, geralmente usa a frase "Deus quis assim", já o Americano define seu fracasso como culpa sua e apenas sua".

Outra definição interessante dessa idéia eu retirei do livro "Pai Rico, Pai Pobre", onde o Pai Rico diz ao garoto que está aprendendo como se tornar um homem rico que a riquessa está em quem nasce com o espírito rico, e que em tudo existe uma oportunidade, basta agir, e ao londo do livro vemos vários exemplos disso, também é uma ótima leitura, recomendo para todos.

O que quero dizer com tais idéias, é que uma pessoa que nasceu pobre, pode sim mudar seu futuro, não podemos e não devemos nos ater ao que nossos pais dizem, que não é possivel, que não dá, que não pode... "NÃO", vamos levar muitos na cara, porque como disse Bill Gates "O mundo não está preocupado com a sua auto-estima. O mundo espera que você faça alguma coisa útil por ele ANTES de sentir-se bem com você mesmo."

Ao invés de ficarmos reclamando, devemos nos arriscar, levantar nossas bundas gordas da cadeira e correr atrás dos nosso sonhos, oportunidades são criadas quando lutamos por elas, toda vez que se buscar algo, deve-se visualizar, lutar por isso, correr atrás, mesmo que não se veja os meios para isso, mais cada passo que se dá novas oportunidades vão surgindo, não devemos descansar até conseguir tudo que desejamos. Não estou dizendo para agirmos de modo incorreto, pelo contrário, o caminho correto é o único caminho para conseguir realizar seus sonhos.

Algumas pessoas reclamam que não conseguem emprego, que não conseguem fazer uma faculdade. Eu era uma dessas pessoas, então decidir parar de reclamar e fazer o que estava ao meu alcance, e isso foi me gerando mais e mais oportunidades, e o caminho não foi fácil, mais estou no caminho correto para realizar meu sonho e sei disso.

Devemos para de fazer como todo mundo faz... como diz os Engenheiros do Hawaii em uma de suas canções "seria mais fácil fazer como todo mundo faz", não devemos ter como exemplos pessoas que estão piores, não é porque você está um pouco melhor que outro que já está bom, é possível ter mais, e não é errado desejar uma vida melhor para si e para os outros, e o mais lindo em tudo isso, é que tem pra todo mundo, oportunidades estão ai esperando que você as agarre, então pare de reclamar e comece a agir.

Ta ai um vídeo que melhora a idéia do que eu estou falando, isso é um exemplo de vida e de como acreditar nos seus sonhos sem duvidar do caminho a percorrer nos levam até ele, vale a pena assistir.


video

Mistérios da Noite I



A idéia de que a noite é perigosa sempre foi dita em casa, desde que me conheço por gente, ouso meus pais falando "cuidado, sair a noite é perigoso", e outros tipos de frases com o mesmo sentido. Essa idéia também é explicita nos jornais e para qualquer pessoa que você pergunte irá te dizer o mesmo.

Eu já acho isso um pré julgamento de algo que não conhecemos, passei três meses caminhando pela noite e te digo, não ah melhor conselheira, melhor ouvinte e muito menos melhor companheira do que a noite.

Quando caminhava e olhava o céu, me deslumbrava com a imensidão de possibilidades que podia enchergar no desconhecido, me deixava perder na imaginação e ao mesmo tempo voltava a realidade que via a minha volta, não posso deixar de comparar a noite como a nossa imaginação, se pararmos pra pensar, ela é ilimitada, cheia de possibilidades e ao mesmo tempo desconhecida, pois algo pode surgir a qualquer instante, mais com uma dose de real.

Uma vez um tiozinho me disse "cuidado menino, tem muita gente estranha andando na rua a noite", e não pude evitar de pensar que ele se referia a mim, pois eu era o unico a andar a noite inteira por aquela pequena cidade. Apenas sorri!

Sempre que caminho a noite relembro todos os passos que dei naqueles três meses "perdidos", lembro de tudo que vivi e das melhores e piores experiências da minha vida, lembro como a noite foi minha melhor amiga, e acho injusto quando alguém a define como perigosa.

Nas grandes cidades o tráfego de poucos carros e os poucos sons noturnos nos mostram uma outra realidade conhecida por poucos, uma idéia de que a cidade existe mesmo quando não estejamos vendo ela, enquanto dormimos a cidade nos espera acompanhada pela noite. Já no interior, os poucos sons que ouvimos são de cachorros latindo, grilos, sinos da igreja, e um silêncio típico de cidadezinha (sim, pode-se ouvir o silêncio), mais isso não muda o fato de que a cidade tenha apenas a companhia da noite.

Eh estranho observar esse tipo de coisa, mais não sei o que me ocorre que sou fascinado pelo misterioso, talvez o tiozinho tenha razão, eu sou um cara estranho!

1 de dezembro de 2008

Enfim... Férias?

Hoje oficialmente começam minhas férias. É estranho pensar que por mais de 2 meses minhas noites estarão livres, é mais estranho ainda o fato de que essa liberdade pode me causar angústia.
Preciso de algo pra preencher meu tempo, cabeça ocupada não pensa besteira, vou pegar minha lista de coisas que deixei de lado, de projetos a realizar, quem sabe extraio algo dali.
Preciso de um novo desafio, quero fazer tantas coisas que não tenho coragem de começar...
Acho que a rotina está começando a me consumir novamente, sabe aquelas horas que dá vontade de largar tudo e correr atrás dos sonhos? O problema é que minha vida não pertence mais só a mim, seria egoísmo partir agora, mas não é egoísmo dos outros essa dependência não declarada?
O ar me parece pessado, preciso de algo que me motive, quem sabe... se você tocar meu coração.

27 de novembro de 2008

Escolhas

A cada passo que dou varios caminhos se abrem, a cada passo que deixo de dar abrem-se muitos outros.
Tento evitar tantas escolhas, mais mesmo evitando elas continuam a aparecer.
Como decidir que caminho percorrer?
E porque tantas opções se não consigo me definir com apenas duas...

Li uma vez sobre ouvir a voz do coração, mais como posso ouvir um coração confuso?
Estou tentando me achar mais não consigo me entender,
sigo improvisando e sigo incerto...

Eh o tempo não para, o mundo gira, gira e gira.
E eu aqui com minhas dúvidas,
como é dificil percorrer o caminha das pedras,
mais como diz uma das belas canções dos Engenheiros do Hawaii,
"se fosse facil achar o caminho das pedras, tantas pedras no caminho não seriam ruim".

26 de novembro de 2008

Peças do coração

Eh estranho como a cabeça e o coração podem nos pregar peças, estou numa fase da minha vida que diria ser a minha definição como adulto, mudei muitas coisas no meu comportamento, estou planejando melhor meu futuro, invisto em mim mesmo como pessoa, e profissionalmente estou em uma fase ótima, não posso negar que meus relacionamentos estão cada dia melhores, e que como poucas vezes na minha vida nunca me senti tão desejado, mais o ser humano é realmente o bicho mais estranho que eu conheço e eu não poderia ser diferente, hoje desejo o que sei que não posso ter, e sei e aceito os motivos para isso, mais mesmo assim não consigo parar de desejar e admirar, e isso estava me consumindo dia após dia, então eu decidi falar sobre isso com a pessoa certa que julguei que deveria saber, e digo que foi a melhor coisa que fiz, mesmo que tais palavras não mudem o curso do rio a meu favor, mais sei que pelo menos, meu coração está se sentindo mais leve, mais tenho medo que as águas desse rio começem a secar, por que as escolhas que fazemos nem sempre seguem o curso que planejamos e muito menos são as mais fáceis, mais devemos sempre fazer as coisas certas, porque o que é a vida sem riscos? Vou continuar improvisando as incertezas, mais convicto do que quero, sem medo de lutar e sem medo de errar.

23 de novembro de 2008

a voz dos olhos

Toda vez que conheço uma pessoa nova, vejo nos seus olhos uma insegurança, é estranho como as pessoas hoje em dia criam expectativas na maior parte das vezes ruins, estamos fechados a novas emoções para tentar nos proteger de sentir algo que sempre buscamos. Eu aprendi a imaginar meu futuro como um muro branco, fujo de qualquer pensamento que possa ser frustante, descobri que viver das incertezas é muito mais emocionante, pois cada experiência é algo novo e tudo que acontece é um ganho, mais minha maior realização em conhecer pessoas novas vem na despedida, pois seus olhos são tão reveladores como quando nos vemos a primeira vez, e a partir deles consigo perceber se um simples "tchau" é na verdade um "adeus", ou apenas um "até logo".

22 de novembro de 2008

Meu livro chamado PASSADO.

Em todos os momentos da minha vida, meu passado vem a mim de alguma forma, para me mostrar algo em que aprendi em forma de lição, para ligar pontos que até então não faziam nenhum sentido, ou apenas para ajudar nas decisões do meu momento, acho que acabei me tornando senhor do meu passodo, aprendi a dominalo e não o oposto, aprendi que é preciso deixar ele para tráz e apenas consulta-lo como um livro, uma fonte de pesquisa, é preciso aprender a viver o momento, porque como diria cazuza "o tempo não para", e a vida passa muito rapido, sei que para muitas pessoas deixar coisas para tráz é vista como um insucesso, mais devemos pensar que o insucesso não é um fracasso, mais sim uma oportunidade para começar do zero, só que mais experiêntes agora. Ouvi uma frase em um filme infantil que dizia o seguinte, "Ontem é história, amanhã é mistério, mas o hoje é uma dádiva, por isso eh chamado de presente", e pensei que não haveria melhor lição para passar às crianças, pois é muito mais facil se aprender quando criança, mas não devemos desistir de aprender só porque crescemos, apesar de sermos adulto e mais "turrões", ainda estamos vivos e podemos nos re-educar para que nossos baús de lembranças nos sirvam apenas como referência para lembrarmos e tirarmos lições dali. Agora deixo para vocês um provérbio que demonstra mais ou menos a idéia desse humilde escritor.

Certa vez um urso faminto perambulava pela floresta em busca de alimento. A época era de escassez, porém seu faro aguçado sentiu o cheiro de comida e o conduziu a um acampamento de caçadores. Ao chegar ládfad, o urso, percebendo que o acampamento estava vazio, foi até a fogueira ardendo em brasas e dela tirou uma panela de comida, abraçou-a com toda a sua força e enfiou a cabeça dentro, devorando tudo.

Enquanto abraçava a panela, começou a perceber algo lhe atingindo. Na verdade, era o calor da panela: ele estava sendo queimado nas patas, no peito e por onde mais a panela encostava.

O urso nunca havia experimentado aquela sensação. Então, interpretou as queimaduras pelo seu corpo como uma coisa que queria lhe tirar a comida.

Começou a urrar alto. E, quanto mais alto rugia, mais apertava a panela quente contra seu imenso corpo. Quanto mais a tina quente lhe queimava, mais ele a apertava e mais alto ainda rugia.

Quando os caçadores voltaram, encontraram o urso recostado a uma árvore próxima à fogueira, segurando a panela. O urso tinha tantas queimaduras pelo corpo que a panela colou nele. E, mesmo morto, ainda mantinha a expressão de estar rugindo.

Quando terminei de ouvir esta história, percebi que, em nossa vida, por muitas vezes abraçamos certas coisas que julgamos ser importantes. Algumas delas nos fazem gemer de dor, nos queimam por fora e por dentro, e mesmo assim, ainda as julgamos importantes e queremos perto. Temos medo de abandoná-las e esse medo nos coloca numa situação de sofrimento, de desespero. Apertamos essas coisas contra nossos corações e terminamos derrotados por algo que tanto protegemos, acreditamos, lutamos e defendemos.

Tem horas que é necessário reconhecer, que nem sempre o que parece salvação vai nos dar condições de prosseguir.

Tenhamos a coragem e a visão que o urso não teve. Tiremos do nosso caminho tudo aquilo que faz nosso coração arder.


21 de novembro de 2008

Cada Um!

Ah algum tempo tenho conhecido um mundo que as pessoas o intitulavam diferente, conhecer essas pessoas e seu modo de vida me fez ter uma visão melhor delas, pra mim preconceito eh julgar algo que não conhecemos, como podemos dizer o que é certo ou errado quando se trata do coração? Para os religiosos a biblia diz "Deus criou o Homem sua imagem e semelhança", e essas pessoas definem essa frase como tudo que é igual a elas é certo, e os diferentes são os errados. Ser humano é ser diferente, e a beleza da humanidade está nisso, cada um tem uma beleza única, então somos todos errados por sermos distintos? Precisamos praticar as incertezas, e não julgar nada que desconhecemos, porque se errar é Humano, ser diferente é Divino.

20 de novembro de 2008

Eu por mim mesmo

Um belo dia cheguei em casa e decidir escrever o que pensava de mim, já tinha tomado algumas taças de vinho e quando fui ver o resultado vi que ficou bom, uma das minhas escritas mais sinceras...

Eu sou uma pessoa que viaja
as veses do nada você pode me ver dançando
ou falando palavras sem sentido...
eu adoro sorrir
adoro chorar
tenhu o sonho maluco de poder voar
sem equipamento nenhum
só com o poder da mente
acredito na força de uma amizade
as veses sou poeta
as veses muito ignorante
posso te tirar pra dançar
ou simplesmente ter medo de me aproximar de você
entendo as coisas muito bem
apesar de não acreditar nelas
tenhu vontade de ser diferente
mais amo muito o meu jeito de ser
adoro minha personalidade
algo que sei que posso me orgulhar
penso muito no passado e no futuro
e temo o presente
vivo esperando algo acontecer
e corro atraz de algumas coisas
adoro viajar
apesar de não fazer muito issu
não gosto de cair na rotina
e nem deixar de ter uma por muito tempo
sou ateu
nunca namorei
um pouco sonhador
mais quem não é?
tenhu medo
mais só de temer
não guardo raiva
minhas memórias são formas de sentimento
pois adoro sentir
penso nos valores da vida
penso em ter filhos
talvez também um cão
quero uma vida melhor
quero continuar sendo eu mesmo
pensando minhas bobagens
quero poder amar
ser amado
quero viver o presente
honrando o passado
e sentir o futuro chegar
e depois de muitos e muitos anos
ter meu nome lembrado
que seja por uma única pessoa
pois só assim serei imortal.

19 de novembro de 2008

Busca

Procurei a felicidade
Tentei achá-la nos meus sonhos
Nos meus desejos
Nas minhas realizações
Tentei descrevê-la para as pessoas
Tentei desenhá-la
Visualizá-la na imaginação
Tocar
Ou sentir como o vento
Andei na noite tentando entender
Andei o mundo tentando achar
E meu corpo e minha mente se extinguiram
E no fim
Tudo se resume em entender a mim mesmo
Desenhar-me
Da maneira que sou
Do jeito que me vejo
Eu
Felicidade?
Vou continuar procurando...